Como organizar as suas finanças pessoais em tempos de crise

Publicado em 27/03/2020 por Rui Bairrada

Vivem-se tempos de incerteza- Uma pandemia a nível global afetou os mercados internacionais, as economias locais e também a carteira das pessoas.

Ainda não se sabe como será o futuro, mas acredita-se que haverá uma crise financeira mundial que pode provocar um aumento no desemprego.

As famílias estão preocupadas com os seus rendimentos e pensam de que forma podem gerir a sua vida financeira para que possam honrar os seus encargos financeiros, bem como cuidar das suas famílias.

Para que possa ter mais estabilidade financeira, o Doutor Finanças reuniu algumas dicas que deve seguir para se preparar para uma eventual crise económica:

Processed with VSCO with a6 preset

Ter um quadro geral do orçamento familiar

Quando gerimos as nossas finanças pessoais, devemos sempre saber para onde vai o nosso dinheiro.

Este é o momento ideal para pegar num papel e numa caneta e fazer o seu orçamento familiar. Anote o seu salário líquido numa coluna e noutra coluna todas as despesas. Deve incluir despesas como utilitários (água, luz, gás, transportes, alimentação) e outros que podem ser mais supérfluos (ginásios, subscrição de serviços de streaming).

Controle os seus gastos e saiba onde está a gastar o seu salário todos os meses.

Corte no que não precisa

Agora que já tem o orçamento familiar, tem a oportunidade de cortar em algumas despesas.

Pode cancelar serviços, ligando para a empresa em questão ou renegociar os seus serviços, para pagar menos. Alguns serviços que deve renegociar são as telecomunicações e o contrato de eletricidade, pagando apenas aquilo que utiliza e adaptando melhor estes serviços aos seus consumos.

Quanto às prestações financeiras, é possível renegociar as prestações ou até consolidar os seus créditos pessoais e juntá-los todos numa prestação única, pagando menos por mês.

Crie um calendário com as prestações

Gerir o orçamento familiar é uma tarefa que deve ser feita regularmente e para toda a vida.

Uma forma de saber quando terá de pagar os seus encargos financeiros é fazer um calendário apontando as datas de todas as prestações. Deve anotar em que dia do mês serão pagas as mensalidades da água ou da luz, quando deve ser paga a prestação do cartão de crédito ou quando tem de pagar impostos, como o IMI.

Ao fazer pagamentos por débito direto, é menos provável esquecer-se de os fazer e pode sempre ir acompanhando os gastos através do extrato bancário.

É muito importante saber quanto tem de pagar nestas prestações para saber quanto tem de poupar todos os meses.

Tenha um fundo de emergência

Em períodos de crise, ter um fundo de maneio é fundamental para manter as finanças pessoais em ordem.

Um fundo de emergência não é mais do que uma conta específica que deve ser utilizada em situações pontuais. O seu propósito pode ser usado para uma despesa médica avultada, uma reparação inesperada do carro ou para quando o seu rendimento mensal decresce devido a uma crise.

Verifique o seu fundo e o valor do mesmo, para que possa ser usado numa situação limite.

Anote todas as contas poupança e PPR que tenha

Para além do fundo de emergência, esta é a altura para verificar todas as contas poupança, depósitos a prazo e PPR que tenha. Estes podem ser úteis em momentos em que não tem liquidez suficiente para pagar as suas contas.

Deve saber da sua existência, dos seus valores e também das regras para retirar o dinheiro e utilizá-lo em seu benefício.

Não deixe de poupar!

Passamos por um momento difícil em que muitas famílias viram os seus rendimentos serem inesperadamente reduzidos e que continuam a ter encargos financeiros.

A melhor forma de os continuar a pagar é continuar a poupar!

É essa poupança que lhe permite continuar a viver a sua vida. Assim, poupe sempre, todos os meses, mesmo quando o dinheiro não estica e o mês parece ser muito longo.

Comece com apenas 20€. Comece com algum dinheiro que sobrou do mês ou das férias anteriores. O importante é que comece e poupe ao longo dos meses, para poder atravessar estes momentos difíceis.

Estas são algumas dicas que pode aplicar na sua vida financeira num momento mais delicado.

Espero ter ajudado! Até à próxima!

4 respostas para “Como organizar as suas finanças pessoais em tempos de crise”

  1. flohash disse:

    Methods for divorce mediation on the internet is rising in recognition due. https://historicaldivorcepaperschicago.wordpress.com

  2. flohash disse:

    Thank you.Glad we can possibly be of support. https://10tipstomakemediationworkinyourdivorce.wordpress.com

  3. Hello! I just would like to give you a huge thumbs up for your excellent info you have right here on this post. I will be coming back to your blog for more soon.

  4. Jgscinola disse:

    help with essay writing best college essay writing service argumentative writing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Compartilhe esta matéria!

RSS
E-mail
Facebook
Twitter
LinkedIn





Instagram da Andressa


Translate