Nutricionista? Devo procurar?

Publicado em 01/04/2022 por Luisa de Castro

Hoje em dia pensamos muito e pouco em alimentação ou estilo de vida saudável. Será que fazemos nossas escolhas de forma correta? Agimos de forma positiva?

Vamos descobrir algumas questões com a nutricionista Luisa de Castro que nos traz neste artigo de estreia, alguns porquês …

1. Contactar um(a) nutricionista

Essa será a pessoa mais qualificada para te traçar um plano alimentar mais adaptado a ti, priorizando sempre a tua saúde! 
PS. O(a) personal trainer, o(a) fisioterapeuta, o(a) coach, o(a) farmacêutico(a),… não são nutricionistas! 

2. Acreditar no trabalho do nutricionista e nos profissionais que te avaliam/orientam

Não olhes para o plano do “vizinho” pois se o teu nutricionista orientou o teu plano da forma que fez, é porque existe fundamento na estratégia dele. 

3. Não mintas aos outros nem a ti próprio

Se está difícil fazer certas refeições, comer certos alimentos e a gula parece que não acaba, fala com o(a) nutricionista! Ele(a) terá que ter capacidade de adaptar o  plano alimentar às tuas rotinas e preferências. SÊ SINCERO(A). 

4. Não sigas modas

Mais uma vez, confia na orientação que o nutricionista te propõe. O que poderá acontecer? Normalmente os resultados não aparecem e, no entanto, a culpa não vai ser do treinador ou do nutricionista… mas sim tua, pelo fato de enviesares a nossa estratégia. 

5. Mente aberta

Quando vamos aceitar as ideias de outra pessoa, temos que aceitar que assuntos antes que pensávamos ser “a verdade” podem ser “o erro”. 

6. Cheat meal 👍 Cheat day 

Este ponto deve ser acordado com o teu (tua) nutricionista. Mas já viste a quantidade de calorias que és capaz de comer numa só refeição? Imagina se fosse o dia todo! Pode colocar em causa todo o trabalho feito durante a semana.. 

7. Faz exercício físico

Além de melhorar o teu estado de espírito, o teu ser social, ainda melhora a tua parte física. Os objetivos ficam mais fáceis de atingir e ficas mais satisfeito(a) com os resultados finais. 

8. Não passes fome, mas também não cortes no plano porque sim

Passar fome leva a desequilíbrios hormonais complicados de estabilizar. Segue o plano e não cortes nas refeições porque achaste que “para mim, só a fruta é suficiente”.

ACREDITA NO PROCESSO. 

Espero que tenham gostado e até o próximo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Compartilhe esta matéria!

RSS
E-mail
Facebook
Twitter
LinkedIn





Instagram da Andressa


Translate