Círculos de Controlo e Influência. Sabe o que significa?

Publicado em 01/04/2022 por Maria Tavares

Neste artigo a nossa coach iniciará um processo de esclarecimentos e entendimentos sobre algumas questões de nossas vidas. Vamos começar este processo de descoberta?

Círculos de Controlo e Influência é uma ferramenta criada por Stephen Covey, tem grandes resultados e também é fácil de entender e aplicar.

Perante uma situação com a qual não estamos confortáveis ou que gostaríamos de mudar é importante refletir sobre: em relação a todos os aspetos que parecem não estar bem, o que quero efetivamente mudar? Seguido por: o que posso mudar? O que depende exclusivamente de mim? E aqui estamos a falar do Círculo de Controlo, o primeiro, onde todas as coisas que dependem exclusivamente de mim entram. Estas coisas, se eu quiser, posso mudar. 

É importante definir a minha área de controlo porque é aqui que devo concentrar grande parte da minha energia. Aqui estamos a falar de coisas como a escolha da atividade a que quero dedicar-me profissionalmente, a escolha da pessoa com quem quero partilhar a minha vida, ou a escolha de como organizar o meu tempo, entre outras. Estas coisas dependem só de mim. 

Logo após o círculo de controlo, temos o círculo de influência. Este não está totalmente sob a minha área de controlo, mas posso influenciá-lo, há algumas coisas que posso fazer para influenciar a mudança, mesmo que não dependa apenas de mim. Exemplo disso é a cultura da empresa para a qual trabalho, posso influenciá-la pelas minhas ações e comportamentos, mas não posso controlá-la porque as ações e comportamentos de outros também a influenciam. 

Por último, por mais importante que seja compreender o que posso controlar e influenciar, é crucial compreender o que está totalmente fora do meu controlo ou área de influência, porque qualquer minuto de energia gasto para tentar mudar isso é uma perda de tempo. Há um momento de catarse que é legítimo e que muitas vezes serve para deitar cá para fora, pelo menos verbalmente, todos os desconfortos que uma determinada situação nos causa. Mas deve ser um momento, não um contínuo de queixas e sofrimentos internos que não trarão melhor futuro. Aqui estamos a falar de coisas como o tempo ou, tanto fora do nosso controlo e área de influência, o que os outros pensam de mim ou sobre uma determinada situação.

Por isso, a minha dica de coaching é para concentrares 70% do teu tempo e energia no que podes controlar e 30% no que podes influenciar. Além disso tenta esquecer e aceitar, apenas aceitar, o que está totalmente fora do teu controlo ou área de influência. 

Espero que tenham gostado! Até o próximo artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Compartilhe esta matéria!

RSS
E-mail
Facebook
Twitter
LinkedIn





Instagram da Andressa


Translate