Especial Férias: Comer no Douro

Publicado em 14/06/2021 por Margarida Anjos

Neste especial férias, “Comer, Orar e Amar em Portugal”, começamos pelo Douro. Comer no Douro! Nada parece mais perfeito e adequado que o destino por excelência da cultura do vinho português. Mas o Douro é, também, mais do que isso. E nós não ficamos com segredos por desvendar. 

O Douro tem a capacidade de deixar qualquer um sem fôlego só pelos seus encantos naturais. Isso aliado à cultura gastronómica e vinícola da região é a fórmula que precisa para uns dias incríveis, de cortar a respiração. Comer no Douro é muito mais que degustar vinhos e comida tradicional portuguesa. É nutrir a alma, apurar os sentidos e brindar ao momento. Venha daí…

Douro Vinhateiro

O Pinhão é a essência do Douro Vinhateiro. Considerado o centro geográfico da Região Demarcada do Douro, é no Pinhão que se situam muitas das quintas produtoras do vinho do Porto e paisagens consagradas como Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

É no Alto Douro Vinhateiro que o Enoturismo é uma das principais motivações que levam a explorar o destino. As quintas da produção de vinho são o ponto alto  – e obrigatório – para conhecer a história, o processo e o sabor da matéria viva ali plantada. Do Pinhão à Régua encontrará muitas opções de Quintas que oferecem visitas guiadas, degustações e até piqueniques no coração  das vinhas.

E porque os destinos também se comem com os olhos, não deixe de contemplar o rio Douro através dos inúmeros miradouros do Pinhão e arredores. Miradouros como o do Casal de Loivos, ou da Quinta dos Seixos, brindam os visitantes com as melhores vistas panorâmicas do Vale do Douro. Um postal a céu aberto!

Linha do Douro

Percorrer a linha ferroviária e histórica do Douro é fazer uma viagem no tempo! Trata-se de um percurso à beira do rio Douro, com uma locomotiva a vapor e de apenas 5 carruagens. Desde a Régua ao Pocinho, esta é uma viagem obrigatória, marcada pela beleza da paisagem das vinhas a perder de vista.

Numa outra perspectiva, mais luxuosa e gourmet, é na Linha do Douro que também encontramos o famoso comboio The Presidential. Contruído em 1980, este comboio que transportou Chefes de Estado, Reis e Papas, é agora uma experiência de luxo para quem procura conhecer o Douro durante um menu de degustação servido a bordo. Chefs premiados de todo o mundo oferecem-lhe uma viagem única aos sentidos mais apurados.

Rio Douro

Em cruzeiro ou num simples passeio de barco tradicional – barco rabelo – a sugestão é só uma: não deixe de o fazer! O passeio de barco permite uma perspectiva única da paisagem: em ambas as margens, as Quintas sucedem-se e as vinhas cultivadas predominam o cenário.

Também a poucos metros do rio se vê a linha ferroviária. Acreditamos que só se conhece verdadeiramente o Douro quando nele se navega.

Parque Arqueológico do Vale do Côa

Como em qualquer viagem, a mente também pede para ser alimentada. Por isso mesmo, a nossa última sugestão para uma estadia no Douro e Alto Douro é a visita ao Parque Arqueológico do Vale do Côa.

Aqui encontrará um verdadeiro museu ao ar livre de arte Paleolítica, onde as pinturas rupestres estão distribuídas por dezenas de quilómetros. As visitas são guiadas – até podem ser à noite, para os mais aventureiros! – e requerem marcação prévia.

Livro na mala

E porque férias sem um livro não são férias, iremos recomendar ao longo destes artigos “Comer, Orar e Amar em Portugal” o livro ideal para o destino abordado. Comer no Douro requer uma autora da região e, por isso, sugerimos: Eliete, de Dulce Maria Cardoso.

Uma história de vida normal, de uma personagem normal, proveniente de uma família normal. Demasiado banal? Este é um romance onde todos nós nos revemos, acredite. 

Espero que tenham gostado. Nos encontramos na próxima parada: LITORAL NORTENHO.

Até lá!

Uma resposta para “Especial Férias: Comer no Douro”

  1. Mariângela disse:

    Que fantástico…..adoro passeios de comboio e tenho muita vontade de fazer este, já vou me programar, Obrigada pela matéria e pela dica espetacular…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Compartilhe esta matéria!

RSS
E-mail
Facebook
Twitter
LinkedIn





Instagram da Andressa


Translate