Mosteiro dos Jerónimos – Património da Humanidade pela Unesco e está em Lisboa!

Publicado em 26/04/2021 por Andressa Pedry

Um dos maiores pontos altos, em relação aos equipamentos turísticos de Lisboa, é na minha opinião, o Mosteiro dos Jerónimos. Com sua imponência, história e beleza, independentemente da religião, vale muito a pena explorar tudo o que este património tem para nos contar.

O Mosteiro dos Jerónimos fica localizado na belíssima Praça do Império, no bairro de Belém, em Lisboa. Construído a partir do ano 1502, a pedido do rei D. Manuel I, ele possui esse nome porque foi, inicialmente, construído para ser um mosteiro da Ordem de São Jerónimo, uma ordem religiosa católica de clausura monástica fundada no século XIV.

Com uma arquitetura imponente, em estilo manuelino, misturando elementos góticos e do renascimento, ele é considerado uma das grandes maravilhas arquitetônicas do país. O mosteiro foi erguido em rocha calcária e a execução da obra se prolongou por uma centena de anos. A planta original, que foi alterada ao longo dos séculos, incluía a igreja, o claustro e salas anexas.

A planta original obedeceu ao esquema típico de uma casa monástica, incluindo a igreja, claustro e dependências anexas. O que ainda hoje podemos encontrar em Belém preserva os aspetos essenciais da traça inicial (século XVI), mas é de igual modo repositório das inúmeras alterações e acrescentos realizados em séculos posteriores, de que deverá destacar-se a remodelação realizada no século XIX e que incluiu a construção do longo edifício, neomanoelino a poente do mosteiro, onde hoje estão sediados o Museu Nacional de Arqueologia e parte do Museu da Marinha

Em 1834, com a extinção das ordens religiosas em Portugal, o mosteiro passou às mãos da Real Casa Pia de Lisboa, uma instituição de caridade para órfãos e pessoas menos favorecidas. No início do século XX, diversas obras foram feitas no mosteiro, destruindo estruturas iniciais e instalando vitrais na fachada sul. Em 1940, o local passou a ser a Igreja Paroquial da Freguesia de Santa Maria de Belém. No ano de 1983, juntamente com a Torre de Belém, seu legado foi reconhecido pela UNESCO e listado Patrimônio da Humanidade.

Claustro 

O claustro dos Jerónimos é o primeiro no seu género em Portugal, possuindo dois andares abobadados e uma planta quadrada, de cantos cortados, formando um octógono virtual. É considerado uma obra-prima da arquitetura mundial e constitui um depoimento estético de extraordinária beleza, cuja harmonia resultou da habilidade e delicadeza dos mestres que, em três campanhas sucessivas, se dedicaram à sua construção – projetado inicialmente por Diogo de Boitaca, sofreu adaptações de João de Castilho e foi concluído por Diogo de Torralva.

7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das Sete Maravilhas de Portugal. Estreitamente ligado à Casa Real Portuguesa e à epopeia dos Descobrimentos, o Mosteiro dos Jerónimos foi, desde muito cedo, “interiorizado como um dos símbolos da nação.

É hoje uma das mais importantes atrações turísticas de Portugal, contando um crescente numero de visitantes: 807.854 visitantes em 2014, 944.000 em 2015 e com 1.096.283 em 2019, num aumento de 1,6%, em relação ao total de 2018.

Quanto as minhas considerações finais, é um passeio que não exige muita caminhada e nem muitas horas. É extremamente tranquilo e indicado para qualquer idade. A dica é estar atento à todos detalhes, pois seus olhos serão regados por imensa beleza!

Este ponto turístico não poderá faltar em sua viagem à Lisboa, até porque temos os magníficos Pastéis de Belém à 200metros da entrada do Mosteiro.

Vamos conhecer Portugal? Saiba mais sobre este equipamento turístico e outros em http://www.patrimoniocultural.gov.pt

Até a próxima visita pessoal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Compartilhe esta matéria!

RSS
E-mail
Facebook
Twitter
LinkedIn





Instagram da Andressa


Translate